É gripe ou resfriado?

Paraná/PR (junho de 2015) – Com a chegada da temporada de frio, principalmente no Sul do país, onde as temperaturas geralmente são mais baixas, é difícil ficar imune à gripe ou ao resfriado. Além da tradicional dúvida sobre como diferenciar uma doença da outra, é justamente nessa época do ano que uma série de outros questionamentos costuma acometer quem está doente: como fazer para evitar o contágio? Vitamina C funciona mesmo? Quanto tempo duram os sintomas? Para sanar essas e outras dúvidas, a Revista do Clube Curitibano conversou com o médico Gustavo Tarré Borges, diretor clínico do Total Care, centro de diagnóstico, tratamento e prevenção para clientes da Amil em Curitiba.

Qual a diferença entre a gripe e o resfriado?

Ambas as doenças são transmitidas por vírus, através de gotículas respiratórias geradas pela tosse, pelo espirro ou até mesmo pela fala, além do contato das mãos com pessoas ou objetos contaminados. Mas a gripe costuma se manifestar com início súbito de febre, dor de cabeça, dor no corpo e fadiga, associados a sintomas respiratórios, como dor de garganta, coriza e tosse seca. Nas crianças, também são comuns vômitos e diarreias. O resfriado também gera coriza, congestão nasal, espirros, dor de garganta, mal-estar e dor de cabeça, mas os sintomas são mais brandos, e a febre ocorre em raros casos. Na prática, o diagnóstico de ambas as doenças é clínico, mas a confirmação também é possível com exame laboratorial.

Que hábitos as pessoas que estão gripadas ou resfriadas devem adotar para evitar o contágio?

Higienizar as mãos é importantíssimo, além de utilizar lenço descartável, cobrir o nariz e a boca quando espirrar ou tossir e não compartilhar objetos de uso pessoal. Outra dica é manter os ambientes bem ventilados, pois a aglomeração em locais fechados é um dos principais motivadores da disseminação do vírus em épocas de frio.

É verdade que a vitamina C previne resfriado e gripe?

Não existe comprovação de que a vitamina C previna a gripe ou o resfriado. Uma medida segura e efetiva de prevenção da gripe, indicada para todas as pessoas no período de circulação sazonal do vírus, é a vacinação anual contra o vírus influenza. O Ministério da Saúde disponibiliza a vacinação gratuita para os indivíduos com condição ou fator de risco para complicação, como gestantes, idosos, crianças com idade inferior a 5 anos e portadores de doença crônica..

E como é feito o tratamento?

O tratamento do resfriado é essencialmente com medicação para controle dos sintomas, associado a hidratação e repouso. Já no caso da gripe, além dessas medidas, também é indicado o uso de antivirais.

A gripe e o resfriado podem evoluir para doenças mais graves?

Sim, a gripe pode evoluir para um quadro respiratório grave, com necessidade de hospitalização, enquanto o resfriado pode levar ao agravamento de doenças pulmonares crônicas, como a asma e o enfisema. Em geral, os sintomas da gripe desaparecem em uma semana, com permanência da tosse por até quatro semanas. Já os do resfriado costumam durar de quatro a nove dias.